WhatsApp passa a cobrar empresas pelo envio de mensagens publicitárias

O WhatsApp, que pertence ao Facebook, começará a cobrar de empresas para enviar mensagens de propaganda e de serviços ao consumidor, informou a empresa nesta quarta-feira, enquanto a principal rede da companhia enfrenta queda no número de usuários e no crescimento de receitas.

As mensagens terão um preço fixo por entrega confirmada, que vai variar de meio centavo de dólar a US$ 0,09, dependendo do país, disse o WhatsApp. O Facebook tem buscado formas de monetizar o aplicativo de mensagens instantâneas diante do aumento nos custos, conforme gasta fortemente para melhorar suas salvaguardas de privacidade e lida com temores sobre vício em mídias sociais. A cobrança do serviço também chegará ao Brasil, mas a data ainda não foi divulgada.

O WhatsApp, que tem cerca de 1,5 bilhão de usuários, disse que a partir desta quarta as empresas poderão usar o WhatsApp Business para enviar informações sobre entrega de produtos, lembretes de compromissos e ingressos para eventos. O aplicativo de mensagens reconheceu que está cobrando um “prêmio” em comparação com as taxas cobradas por SMS de operadoras de telefonia móvel. As operadoras normalmente cobram menos de 1 centavo de dólar por SMS.

O Facebook também disse nesta quarta-feira que os usuários de seu aplicativo e do Instagram agora podem saber o tempo que gastam nos aplicativos todos os dias, e que receberem notificações quando ultrapassarem um limite autoestabelecido. Os usuários também podem silenciar as notificações dos aplicativos por até oito horas.

Com informações d’O Globo.